Aulas presenciais no Infantil, 1ª, 2ª e 9ª série do Fundamental 
e 3º ano do Médio já estavam liberadas com limitação de capacidade
Aulas presenciais no Infantil, 1ª, 2ª e 9ª série do Fundamental e 3º ano do Médio já estavam liberadas com limitação de capacidade

Cerca de 3 mil colaboradores da rede de ensino particular serão examinados para Covid-19 a partir desta terça-feira, 27, segundo o Sindicato de Educação da Livre Iniciativa do Ceará (Sinepe-CE). A testagem em massa ocorre após o Governo do Estado autorizar retorno presencial das turmas do 3º ao 8º ano do Ensino Fundamental na Região de Saúde de Fortaleza, que compreende a Capital e outras 42 cidades cearenses. A expectativa é de que os estabelecimentos retomem com ensino híbrido das etapas a partir de 3 de novembro.

Presidente do Sinepe-CE, Andréa Nogueira acredita que as turmas iniciarão com a capacidade máxima estabelecida de 35%, conforme prevê o decreto governamental do último domingo, 25, e que vale a partir de 1º de novembro.

“A gente tem expectativa de terminar o ano letivo com os alunos do 1º e 2º ano do Ensino Médio retomando. Mesmo que seja no final do ano, a participação, a interação com a escola e outros estudantes são importantes. A próxima etapa também deve incluir o Ensino Superior”, projeta.

Para a representante, 2020 foi difícil para escolas e alunos, mas é positiva a avaliação do uso das ferramentas para manter o ensino remoto. A missão para 2021, conforme Andréa, é avaliar alunos e analisar onde será preciso atuar para reparar os danos causados pelo ensino não presencial.

“Da mesma forma que a escola cumpriu os protocolos e tivemos sucesso muito grande, tendo em vista que o índice de ocorrência de novos casos foi muito baixo, teremos compromisso na avaliação diagnóstica e estratégias pedagógicas de recuperação dos nossos alunos”, anseia.

Matheus Leitão, diretor executivo do Colégio Master, reafirma que a instituição deve retornar com as novas etapas de ensino liberadas a partir da próxima terça-feira, 3. Os próximos dias, segundo ele, serão para que os pais se organizem e que a escola prepare o rodízio das turmas e os horários dos professores, além da testagem dos funcionários envolvidos.

Apesar de ainda não quantificar o aluno que deve voltar às cadeiras escolares, Matheus diz que a expectativa de estudantes e responsáveis pela retomada educacional de forma híbrida é crescente. “A confiança dos pais que estamos adquirindo reforça que a gente tem seguido bem os protocolos e que as crianças têm respondido de forma muito satisfatória.”

O diretor do 7 de Setembro, Henrique Soárez, analisa que os pais não devem demorar para enviar os filhos de volta às salas de aulas. Isso porque nas duas vezes que o governador Camilo Santana liberou, a movimentação dos estudantes acentuou-se ao longo das semanas seguintes.

O representante destaca que o retorno das turmas de 3º ao 8º ano estava previsto para uma semana e meia atrás. Com o atraso, a expectativa é de que a autorização das turmas da 1ª e 2ª série do Médio e Superior ocorra em uma semana.

Mesmo com a liberação de todo o Ensino Fundamental para os 43 municípios que integram a Região de Saúde de Fortaleza, nenhum prefeito demonstrou interesse em reabrir as escolas este ano. Entre os motivos estão o investimento no ensino remoto, a proximidade do fim do calendário letivo de 2020 e o período eleitoral. No último mês, o prefeito da Capital cearense já havia descartado a possibilidade.

Na rede estadual, a Secretaria da Educação do Estado (Seduc) continua em diálogo com a comunidade escolar e vistoriando as unidades escolares para identificar se estão aptas para a reabertura e a necessidade de intervenção. 

Clique na imagem para abrir a galeria

Novas etapas de ensino liberadas por região de saúde

Etapa de ensino (capacidade máxima permitida):

Região de Saúde de Fortaleza

-Último ano do ensino profissional (35%)

-3º ao 8º ano do Ensino Fundamental (35%)

-Cursos preparatórios para acesso ao ensino superior

-Educação Infantil (75%)

Região de Saúde Norte e Região de Saúde do Sertão Central e do Litoral Leste/Vale do Jaguaribe

-Educação de Jovens e Adultos (35%)

-9º ano do Ensino Fundamental (35%)

-3ª série do Ensino Médio (inclusive a integrada com ensino profissional) (35%)

-1º e 2º ano do Ensino Fundamental (35%)

-Educação Infantil pública e privada (50%)

Obs: capacidade do 9º ano do Fundamental e da 3º ano do Médio podem ocorrer cumulativamente, caso sejam do mesmo estabelecimento, devendo o somatório não ultrapassar o percentual máximo de 70% dos alunos desses níveis.

Região de Saúde do Cariri

-Educação infantil (rede privada) (30%)

-Atividades extracurriculares (idiomas, músicas, informática) (100%)

-Aulas práticas e estágio do Ensino Superior (100%)

-Apoio à educação (transporte escolar, testes vocacionais, avaliações educacionais, testes de proficiência, exames admissionais).

-Cantinas permanecem fechadas (100%)

 

Testagem

As testagens são de responsabilidade do sindicato dos estabelecimentos de ensino particular. O agendamento também deve ser feito junto às instituições. Faculdades de saúde parceiras do Sinepe-CE é que devem coletar o material. A Secretaria da Saúde do Estado(Sesa) fornece os insumos.  


o Povo 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib