O juízo da 1ª Vara da Comarca de Morada Nova condenou o ex-prefeito da cidade Adler Primeiro Damasceno Girão por atos de improbidade administrativa durante o mandato de 2004 a 2008. A sentença foi publicada na última quarta-feira (26). O parecer da 1ª Promotoria de Justiça do município foi favorável à acusação por entender caracterizada a prática dos crimes.   




A Ação Civil de Improbidade Administrativa apontava irregularidades na gestão de Adler e a falta de prestação de contas de convênios entre o Município e a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) e o Ministério da Integração Nacional.   

Entre as sanções da condenação judicial estão o ressarcimento integral do dano ao erário público no valor de R$ 40.046,81, devidamente atualizado até a data do pagamento; perda de função pública e a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos; e o pagamento de multa civil no valor de R$ 2 mil. 

(*) Com informações do Ministério Público

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib