O retorno do atendimento de serviços presenciais do INSS foi adiado para 14 de setembro, permanecendo os canais remotos como única forma de atendimento, devido ao fechamento das Agências da Previdência Social provocado pela pandemia do novo Coronavírus.





Reabertura das agências do INSS serão adiadas novamente | Jornal ...

FOTO > JORNAL CONTÁBIL 




A forma de atendimento à distância, pela Internet e telefone, responde por 90 dos 96 serviços prestados pelo INSS, e continuará sendo realizada mesmo após a reabertura das agências. Os meios de requerer benefícios, retirar extratos, atualizar cadastro ou consultar andamento de processo são o aplicativo Meu INSS, pela Internet, e o telefone 135.

Em um primeiro momento, o tempo de funcionamento das agências será parcial, a partir de 14 de setembro, com seis horas contínuas, e o atendimento será exclusivo aos agendados para os serviços de Perícia Médica, Serviço Social, Reabilitação Profissional, Serviço Social, justificação administrativa e Monitoramento Operacional de Benefícios.

Para obter seu serviço ou mais informações, utilize o aplicativo Meu INSS ou o telefone 135. Dúvidas de acesso ao Meu INSS podem ser resolvidas pelos tutoriais e atendente virtual na página www.inss.gov.br , além de telefones disponibilizados nas fachadas das Agências, contando alguns com Whats App.

ATENDIMENTO - Veja como prosseguir nos assuntos do INSS enquanto as Agências estão fechadas e os servidores em teletrabalho:

- Novos pedidos de benefícios previdenciários ou assistenciais, alterar dados cadastrais, mudar forma ou local de pagamento, cadastrar ou alterar representante legal, ou ver extratos e consultas: solicitações e inclusão dos documentos correspondentes, escaneados ou fotografados, pela página www.meu.inss.gov.br, ou o aplicativo para celular “Meu INSS”, ou ainda o telefone 135.

- Perícias Médicas: acompanhe o status do pedido pelo Meu INSS ou pela Central Telefônica 135. Na situação “concluído”, deve ser acessada a carta de concessão com o resultado e o extrato de pagamento com os detalhes. Se “pendente” deve aguardar análise, e em “exigência” devem ser anexados os documentos pedidos. A antecipação do pagamento de 1 salário-mínimo do auxílio-doença, até 31 de outubro, será liberado a partir da análise do atestado (legível, com carimbo e CRM, código da doença e tempo de afastamento, de no máximo 60 dias).

- Prorrogação do auxílio-doença: Será automática, enquanto durar o fechamento das agências, ou limitado a 6 pedidos. Confira a data de cessação no Meu INSS, e se for o caso agende Prorrogação com o anexo de novos atestados. Se passar da data de cessação, utilize os atestados para solicitar perícia do tipo “inicial”.

- Antecipação de R$ 600,00 para requerentes que aguardam análise de BPC (Benefício Assistencial ao Deficiente), até 31 de outubro: confira no Meu INSS se a antecipação foi liberada. Os critérios são constar como deficiente no Cadastro Único do Governo Federal, ter renda familiar abaixo de ¼ do salário-mínimo por pessoa e estar com pedido pendente no INSS;

- Atendimento por telefone: a central telefônica 135 funciona de segunda a sábado, de 7h às 22h. É gratuito se for de telefone fixo, ou o custo de uma chamada local se for de celular. O número oficial de WhatsApp do INSS é (61) 9638-8396.

Mais informações: www.inss.gov.br

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib