O álcool 70% (líquido e em gel) é, sem dúvidas, um dos produtos mais necessários no Brasil hoje – em virtude da pandemia de coronavírus. Com o produto em falta nas prateleiras de farmácias, mercados e lojas especializadas, acendeu-se uma luz amarela nos hospitais.


 

Crédito das fotos: divulgação – IFCE Boa Viagem

 Mas o Instituto Federal do Ceará – campus Boa Viagem está dando sua parcela de contribuição para minimizar o problema – produzindo álcool 70% na forma líquida e, nos próximos dias, também na versão em gel.

Através do curso de Licenciatura em Química, o campus produziu, em parceria com a prefeitura de Boa Viagem, cerca de 70 litros de álcool 70%, usado na limpeza de superfícies e eficaz na eliminação do vírus causador da Covid-19. Mais insumos foram viabilizados e a expectativa, agora é produzir 50 quilos de álcool em gel já na semana que vem.

O trabalho é realizado pelo alunos do curso de Química, de forma voluntária, com a coordenação do professor Felipe Domingos de Sousa. A ação se tornou um projeto de pesquisa e extensão do campus, e a meta agora é contribuir com outros municípios.


“Já tínhamos o know-how. A equipe do curso já deu oficinas de como produzir o álcool anteriormente, inclusive no nosso evento ‘Universo IFCE’. O que fizemos foi reunir o grupo novamente para contribuir. A prefeitura forneceu os insumos”, destacou João Paulo Arcelino do Rego, diretor-geral do campus do IFCE em Boa Viagem.


A secretaria de saúde do município procurou o Instituto quando a situação de falta de álcool para higienização atingia não só hospitais, mas diversas repartições públicas da cidade. O secretário municipal de saúde Antônio Williams agradeceu a parceria com o IFCE.
“Prontamente o Instituto Federal se irmanou com o município. Esse álcool será muito útil para os profissionais de saúde que estão na linha de frente”, disse o gestor.
Postagem Anterior Próxima Postagem