Sindicato dos Bancários do Ceará adere à greve e contabiliza fechamento de oito agências do Banco do Brasil no Estado

 








Mobilização contra a reestruturação do Banco do Brasil nesta quarta-feira, 10, no Centro de Fortaleza, em frente à agência Praça do Carmo (Foto: Divulgação)
Mobilização contra a reestruturação do Banco do Brasil nesta quarta-feira, 10, no Centro de Fortaleza, em frente à agência Praça do Carmo (Foto: Divulgação)

Em meio à greve nacional dos funcionários do Banco do Brasil, o Sindicato dos Bancários do Ceará informou que a reestruturação da instituição fechará as seguintes oito agências no Estado: Santana do Cariri, Juaci Sampaio/Caucaia, Aerolândia (Fortaleza), Empresa Parquelândia (Fortaleza), Av. Barão de Studart (Fortaleza), Alto Santo, São João do Jaguaribe e Itaiçaba. Além disso, as agências de Orós, Cambeba (Fortaleza), Aiuaba, Catarina e Irauçuba irão virar postos de atendimento.

Conforme levantamento do próprio Sindicato, que se queixa da "falta de transparência do Banco do Brasil", somente nestas localidades, cerca de 150 mil pessoas, entre clientes e população em geral, serão atingidas. “Isso afeta diretamente a economia desses locais, pois sem uma agência do BB, as pessoas acabam se deslocando para outro município causando inúmeros prejuízos para a economia local”, destacou o diretor do Sindicato, José Eduardo Marinho. 

    o Povo 

Postar um comentário

0 Comentários