Governo do Ceará inicia obra do Hospital Universitário do Ceará, o maior do Estado

 





O HUC terá 654 leitos de internação distribuídos em três torres (clínica, cirúrgica e materno-infantil). A unidade ocupará uma área de 79,5 mil m² dentro da Uece, em Fortaleza

O governador Camilo Santana autorizou o início das obras do Hospital Universitário do Ceará (HUC), na manhã desta quarta-feira (27). A unidade será construída dentro da Universidade Estadual do Ceará (Uece), no bairro Itaperi, em Fortaleza, e ocupará uma área de 79,5 mil m². Participaram também da solenidade a vice-governadora Izolda Cela, os secretários de Estado Dr. Cabeto (Saúde), Inácio Arruda (Ciência, Tecnologia e Educação Superior) e Quintino Vieira (Obras Públicas), o reitor da Uece, professor Hidelbrando dos Santos Soares, e o prefeito de Fortaleza, José Sarto.

O HUC representará um reforço importante na oferta de atendimento à população aliado à formação de novos profissionais. “É um sonho, uma luta enorme ao longo dos últimos anos, e hoje estamos iniciando essa construção. Será o maior hospital público do Estado. Serão 654 leitos, sendo 184 de UTI, com todas as especialidades médicas. Será também um hospital de ensino, onde os alunos da Uece poderão completar a sua formação”, destacou Camilo Santana.

O novo hospital está dentro das ações planejadas na Plataforma de Modernização da Saúde. Com 654 leitos de internação distribuídos em três torres (clínica, cirúrgica e materno-infantil), o equipamento vai receber um investimento do Governo do Ceará de R$ 274.741.427,37 para as obras e serviços de engenharia e arquitetura, montagem dos sistemas envolvidos e comissionamento das edificações.

Para Dr. Cabeto, o equipamento materializa a visão que o Ceará tem sobre a gestão na área da Saúde. “Isso aqui é muito mais do que um hospital simplesmente. Aqui está incluída uma filosofia fundamental da saúde pública do Ceará. A relação direta da valorização do ensino, a valorização da formação dos profissionais, a qualificação e o respeito às pessoas. Aqui está um modelo de assistência, um novo modelo para a Saúde do Ceará. Essa obra simboliza a valorização da ciência e do conhecimento como mecanismos da valorização social”, ressaltou o secretário.

O Hospital Universitário do Ceará será um complexo hospitalar que funcionará como nova sede para o Hospital César Cals, integrando a rede de equipamentos da Secretaria da Saúde (Sesa). A nova unidade prestará serviços de assistência terciária, com atendimento a casos de alta complexidade, além de dar suporte a outros hospitais da Região Metropolitana de Fortaleza e aos hospitais regionais do Estado.

O HUC será o maior hospital do Estado, representando um grande investimento na Saúde, que é uma das áreas prioritárias do Governo do Ceará e, por isso, vem ganhando reforço estrutural em todas as regiões, de acordo com Camilo Santana. “Estamos com um hospital pronto em Limoeiro do Norte para ser inaugurado, estamos recebendo os equipamentos. Temos cinco macrorregiões de Saúde definidas e essa vai ser a última com hospital de alta complexidade feito pelo Governo do Estado. Já temos o de Juazeiro do Norte, Sobral e Quixeramobim. Compramos no final do ano um hospital em Crateús e também o Hospital Leonardo Da Vinci, em Fortaleza. Fizemos uma parceria com a Prefeitura de Fortaleza no IJF 2. Implantamos várias UTIs em municípios do Interior”, detalhou o governador.

Para além dos atendimentos

O equipamento será importante na formação acadêmica de novos profissionais da Saúde, além do ganho assistencial à população. Seu entorno também receberá melhorias através das adaptações urbanísticas que serão executadas durante as obras do hospital, como o alargamento das vias de acesso, paisagismo, iluminação, entre outras intervenções. Izolda Cela enfatizou essa questão pedagógica da unidade. “Além da perspectiva de uma boa prestação de serviço de saúde para as pessoas, tem essa ligação com o fortalecimento do ensino, a preparação das pessoas e com isso poder ter os frutos que podemos colher”, disse a vice-governadora.

Para o reitor da Uece, Hidelbrando dos Santos Soares, esse é um modelo diferenciado da relação da rede pública estadual de Saúde com as universidades. “Estamos estabelecendo um novo paradigma que vai muito para além daquilo que a gente imagina que seja um hospital. Estamos juntando, integrando e esse é o projeto. Essa aproximação universidade, ciência, ensino, pesquisa e extensão com uma estrutura de saúde como essa tem todas as condições de tornar isso aqui um polo de Saúde do Ceará”, avaliou.

Postar um comentário

0 Comentários