Com débito em aberto com a Enel, Cirilo Pimenta anuncia dívida de mais de R$ 42 milhões deixada pela gestão anterior, em Quixeramobim





Nesta segunda-feira, 25, o prefeito de Quixeramobim, Cirilo Pimenta, anunciou, por meio de suas redes sociais, uma dívida de mais de R$ 42 milhões deixada pela gestão anterior, que tinha como prefeito Clébio Pavone (PP).

O montante antes anunciado por Cirilo seria no valor de cerca de R$ 40 milhões. Segundo Pimenta, sua equipe foi “surpreendida com o aviso de corte de fornecimento de energia pela Enel, por débitos no valor de R$ 2.136.000,00, deixados pela administração anterior, conforme informado em ofício”. O documento da Enel, conforme o print publicado pelo gestor, é datado de 06 de novembro de 2020.

Agora, com a nova dívida, o débito deixado pela gestão de Clébio, segundo as contas de Cirilo Pimenta, chega a monta de R$ 42.500.000,00. “Sinto-me no dever de continuar e esclarecer a real situação financeira do município aos nossos conterrâneos que passa agora a R$ 42.500.000,00 (quarenta e dois milhões e quinhentos mil reais) em dívidas”, disse o prefeito. (Do Repórter Ceará)

Postar um comentário

0 Comentários