Bolsonaro abre o jogo, diz que quer influir na Câmara dos Deputados e pode ceder mais cargos para atender parlamentares




 





O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (27) que tem a intenção de "influir" na presidência da Câmara, por meio de deputados do PSL.

Bolsonaro deu a declaração, após uma reunião com deputados do partido, em conversa com apoiadores na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada.

"Viemos fazer uma reunião com 30 parlamentares do PSL e vamos, se Deus quiser, participar, influir na presidência da Câmara, com esses parlamentares, de modo que possamos ter um relacionamento pacífico e produtivo para o nosso Brasil", afirmou o presidente.

A eleição para a presidência da Câmara está marcada para a próxima segunda-feira (1º). O candidato de Bolsonaro é o deputado Arthur Lira (PP-AL), um dos líderes do Centrão. O adversário de Lira na disputa é Baleia Rossi (MDB-SP), candidato do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Deputados da oposição têm reclamado de interferência do Palácio do Planalto na eleição da Câmara.

De acordo com líderes do Congresso Nacional,  auxiliares presidenciais vêm levantando o mapa de cargos de primeiro e segundo escalão de deputados federais, para usar os postos como moeda de troca na disputa da Câmara.

Postar um comentário

0 Comentários