Incêndio próximo a entrada do município de Orós ocorreu nesta quarta-feira, 29  (Foto:  Reprodução WhatsApp O POVO)
Incêndio próximo a entrada do município de Orós ocorreu nesta quarta-feira, 29 (Foto: Reprodução WhatsApp O POVO)
O incêndio de grandes proporções que aconteceu na noite de ontem, quarta-feira, 29, em Orós, no interior do Ceará, teria sido criminoso. A informação é do coronel Nijair Araújo, representante da unidade de bombeiros de Iguatu, que acompanhou a operação e prestou esclarecimentos sobre o caso. O fogo teve origem em uma região próxima à rodovia Padre Cícero, às margens da CE-153. O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas e não houve vítimas.
Na manhã desta quinta-feira, 30, o coronel recebeu mensagens de populares afirmando terem visto o momento em que as chamas começaram. "Passamos no exato momento que esse cara estava colocando fogo. Meu Deus deveríamos ter avisado. Eram dois rapazes em uma broz (moto). Realmente colocando fogo na árvore", afirma a mensagem recebida pelos bombeiros e encaminhada por Araújo ao O POVO.
O coronel que acompanhou o caso recebeu mensagem de populares afirmando terem visto o início do incêndio de grandes proporções
O coronel que acompanhou o caso recebeu mensagem de populares afirmando terem visto o início do incêndio de grandes proporções (Foto: WhatsApp O Povo)

Como o registro não foi feito, nem o número da placa foi captado, os trabalhos de investigação são dificultados. "Sem a denúncia formal, fica difícil a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros investigar, porque a gente precisa de uma denúncia. Provavelmente foi criminoso, mas a gente não tem como punir, porque não tem autoria", explica o coronel. Segundo ele casos como esses são comuns e causam grandes danos, além de dificultar o trabalho do Corpo de Bombeiros.

Esse seria o segundo incêndio em Orós essa semana. O primeiro, de menor proporção, ocorreu no domingo, 26, na estrada que dá acesso ao açude da cidade.
O coronel Nijair Araújo faz também avisa para que a população esteja alerta e faça denúncias de possíveis atos criminosos. Segundo ele, a atenção deve ser redobrada nesse segundo semestre, porque há uma tendência de mais ocorrências de incêndios florestais. 92% das ocorrências são associadas a esse período do ano, afirmou ele, por conta dos ventos e do tempo mais seco.
"Sabemos que o acidente não tem existência própria, ele só acontece por erro humano e falha de equipamentos, em apenas 1% dos casos é a natureza que reage à ação humana provocando as catástrofes naturais", ressalta o coronel.
Para denunciar focos de incêndios florestais, basta discar para os números 190 ou 193.  
O Povo 

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib