O cantor cearense Luciano Raulino, de 20 anos, está entre as 13 finalistas do Toca Festival da Canção, festival nacional que reuniu 1.500 participantes de todo o país. Ele está na disputa com nomes consagrados da Musica Popular Brasileira, como Francis e Olivia Hime, Zélia Ducan e a brasiliense Ceumar. Os três melhores serão escolhidos pelo voto popular pelo site www.festivaltoca.com.br. 

Esta é a segunda edição do Festival, que conseguiu mais visibilidade devido o atual período de isolamento social. A primeira aconteceu em 2018. O concurso deste ano homenageia Aldir Blanc, grande poeta brasileiro que morreu maio passado. Os 13 finalistas receberão R$ 1 mil. O Festival segue agora para a escolha das três melhores músicas que serão escolhidas pelo voto popular. Os vencedores farão jus a um valor R$ 10 mil, cada, e terão suas músicas gravadas em vídeo, com a elaboração de arranjos por músicos escolhidos pela organização, cada um utilizando o equipamento disponível em sua casa, respeitando o isolamento social.

Luciano diz que não vem de uma família de músicos, mas tem tios e primos que possuem alguma veia artística. Ressalta que foi muito influenciado pela mãe, que foi cantora de corais em Brasília, cidade que morou antes de vir para o Ceará. Aos seis anos aprendeu a tocar flauta doce e aos nove ganhou um violão do pai e começou a aprender o instrumento. Aos 10 anos já começou a compor suas primeiras músicas. Além do violão e flauta doce e Flauta quena, toca contrabaixo elétrico e percussão.

A música que representa o Ceará no festival nacional chama-se “Achegar” e foi composta quando Luciano tinha 18 anos. Segundo ele, ela veio como inspiração em um momento de mudanças e de decisões, sobre a Faculdade (hoje é aluno do Curso de Composição Musical na Uece) e sobre seu futuro.
“Ela fala do coração viajante, que busca o seu lugar, por isso que ela se chama achegar, pois um dia com certeza ele vai encontrar seu canto”, pontua.
Conheça os vencedores

Traz Você (Anna Paes e Zélia Duncan – RJ)
Martelo Agalopado (Armando Lôbo RJ)
Apneia (Lívia Mattos BA)
Arrastão Carioca (Andréa Dutra – RJ)
Lágrima (Bruno Barreto e Thiago da Serrinha – RJ)
Cantiga de Erê (Caio Prado e Jean Kuperman – RJ)
Moro na Lagoa (Du Gomide – PR)
90% (Seu Pereira – PB)
Achegar (Luciano Raulino – CE)
Muiraquitã (Marcelo Portela – SC)
Mar (Olívia Hime e Francis Hime – RJ)
Dos Olhos Verti Lágrimas (Bebeto Freire e Ceumar)
Desconforto (Thati Dias – RJ)
O festival segue com votação aberta até às 23h59 do dia 10 de agosto. Cada pessoa poderá votar apenas uma vez pelo site: www.festivaltoca.com.br
Ceará Agora

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib