Dr. Cabeto fala sobre implementação de drive-thru e distribuição de novos leitos no Cariri em coletiva no HRC

Dr. Cabeto fala sobre implementação de drive-thru e distribuição de novos leitos no Cariri em coletiva no HRC

O secretário de Saúde do Ceará veio nesta segunda-feira (29) para o Cariri, a fim de reunir-se com gestores hospitalares da região para discutir novas medidas de enfrentamento diante do aumento expressivo no número de casos no sul do Estado, bem como visitar algumas unidades. Além de anunciar o recebimento de mais 100 respiradores para a região, Carlos Roberto Martins, o Dr. Cabeto, também falou à imprensa no fim desta tarde em coletiva no Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro do Norte.
Alguns dos principais questionamentos foram acerca da distribuição destes novos respiradores, prevista para ocorrer até a próxima semana, o prognostico de evolução dos casos diante das medidas mais rígidas de isolamento social nas diferentes regiões, bem como a implementação do sistema de testagem via drive-thru e, inclusive, a possível contratação de novos profissionais de saúde vindos de outras regiões.
Unificação de unidades
Questionado acerca do apoio das unidades filantrópicas e outras unidades hospitalares particulares, Dr. Cabeto afirmou que o momento é de unificação dos serviços, para que os atendimentos sejam feitos por uma região como um todo, e não separando por unidades ou municípios.
“Não tratamos o serviço de saúde como sendo por um município ou outro, mas sim como um todo. Desenhamos a rede com um perfil de complexidade adequada para atender os 45 municípios [da macrorregião do Cariri]. Quando falamos que vamos ampliar leitos de UTI num hospital de cardiologia em Barbalha, por exemplo, para que atenda a estes municípios é justamente para que os leitos não precisem sair dos municípios do Cariri, dando vazão para outros municípios, colaborando na rede como um todo”, afirma o secretário.
Cabeto ressalta o esforço anterior da pasta num planejamento bastante antecipado em ralação a atenção básica como um todo, e que grande parte dos problemas já estavam sendo pensados para que a médio prazo tais leitos já pudessem ser implementados. Destaque para os novos leitos em Icó, Brejo Santos e os municípios do Crajubar, que em breve deve contar com o hospital de campanha construído pela Prefeitura de Juazeiro do Norte.
“Isso faz com que a gente dimensione a rede para atender qualquer tipo de complexidade da Covid-19 cujo hospital de referência é o HRC, tendo em vista que o numero de pacientes costuma ser muito elevado, para que possa atender a capacidade da região”, diz.
Drive-thru
“Quando a gente fala de drive-thru, falamos de mais uma aparelho de diagnostico, além da atenção básica e da comunicação, e este sistema está sendo estudado e deve ser implantado aqui na região. Estamos expandido o atendimento para testagem viral para próxima semana, e em seguida a ampliação destes exames, podendo chegar até 300 testagens por dia”, explica o secretário, que prevê até semana que vem pelo menos 100 testagens iniciais para os equipamentos em funcionamento atualmente.
Prognostico da pandemia
Questionado sobre a constante elevação no número de casos e se a Secretaria de Saúde teria como estar preparada para lidar com altas e baixas nos números, Dr. Cabeto explica um pouco sobre o prognostico pandêmico e a efetivação do isolamento social como solução mais eficaz no momento.
“É muito importante que quando falamos de surto e pico da pandemia, estamos falando de uma hipótese pior. Estas projeções precisam ser adaptadas quase que diariamente, pois dependendo das condições estes picos podem mudar.  O isolamento tem entre as principais funções conseguir que a rede atenda a todos, sendo então a melhor medida”, completa.
Se não acontecer o pico que se espera, Cabeto diz que será feito tudo dentro do planejamento e que garantido a chegada ao limite será esperado estar dentro da resolutividade que houve na macrorregião de Fortaleza, o que segundo ele só pode ser feito nas demais regiões se o Estado contar com o apoio da gestão de cada município.
Ele também afirma que profissionais podem ser selecionados de Fortaleza ou outras regiões para o Cariri se necessário, conforme a saturação dos leitos.
Respiradores
O secretário disse ainda quantos e quais localidades devem receber os respiradores, e portando, novos leitos de UTI para tratamento das complexidades do novo coronavírus. Segundo ele, a grande maioria dos equipamentos comprados deve seguir para o interior cearense, principalmente para a região Norte e o Cariri.
Para o sul do Estado serão destinados 20 equipamentos para Iguatu, mais 20 para Icó, outros 10 para Brejo Santo e cerca de 30 devem ser destinados para Barbalha e Crato, respectivamente. Os demais, segundo Cabelo, devem ir para o HRC, que vai deter a maior parte dos leitos.
“Parte desses leitos de UTI são de graus de complexidade alta. Equipes de segunda opinião devem dar suporte a todas as regiões do Estado, principalmente no Cariri”, conclui o secretário.  

   Badalo  
Postagem Anterior Próxima Postagem