OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O exame para detectar o coronavírus também está sendo coletado por laboratórios de saúde privados, que enviam as amostras ao Lacen

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), do Governo do Ceará, tem o compromisso de identificar e auxiliar no diagnóstico e tratamento de doenças de notificação compulsória e agravos de saúde pública. Além dos exames habituais como os testes do pezinho e Leishmaniose Visceral Canin (raiva), o laboratório está desenvolvendo um trabalho fundamental no enfrentamento ao coronavírus, sendo a unidade responsável pelo diagnóstico laboratorial da Covid-19 no Estado.


Até o dia 31 de março, foram realizados no Ceará 5.218 exames para identificar a doença. Do total de amostras, 4.248 (81,4%) foram processadas pelo Lacen e 970 (18,6%) por laboratórios particulares. De acordo com o informe epidemiológico divulgado nesta terça-feira (31), o Ceará registrou 401 casos de coronavírus e sete óbitos em decorrência da doença.
O exame para diagnosticar a Covid-19, o RT-PCR, é um teste de biologia molecular que identifica a carga genética do vírus e dura em média oito horas. Pessoas sintomáticas, que estejam com quadro de febre, tosse, coriza, dor de garganta e cefaleia, estão no perfil para realizarem o exame.
A análise é feita a partir de amostras de secreções das vias respiratórias (nariz e garganta), onde os materiais são coletados em pessoas com suspeita da doença, geralmente quando apresenta um quando de Síndrome Respiratória Aguda Grave ou outras complicações respiratórias, por meio de uma sonda ou pelo swab, um tipo de haste de plástico com algodões nas pontas. O teste identifica o vírus no período em que ele está agindo no organismo.

Logística

A preparação dos kits para coleta de swab é diária e leva aproximadamente três horas para a montagem. Antes da pandemia de Covid-19, o Lacen distribuía uma média de 10 kits de swab por dia. Atualmente, são produzidos 1.300 kits diariamente. Assim que chegam ao laboratório, as amostras passam por diferentes estágios de preparação e extração da carga viral das moléculas até o final do processo. Nesse tipo de teste o vírus é detectado por amostra.
O exame para detectar o coronavírus também está sendo realizado por laboratórios de saúde privados, que coletam as amostras e enviam ao Lacen. A diretora-geral da unidade, Liana Perdigão, explica que, em breve, contará com um reforço na identificação da doença.
“Hoje, o Lacen é responsável pela grande maioria das análises, mas isso tende a mudar nos próximos dias. O Hemoce irá se integrar ao sistema, ajudando na realização de análises dos exames PCR coletados pelo Lacen. Também tivemos o auxílio da Universidade Federal do Ceará (UFC), por meio do empréstimo de dois equipamentos de PCR pelo Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM) e pelo Labomar. Em dez dias, isso irá permitir a ampliação da capacidade de realização de exames, oferecendo uma resposta mais rápida para a sociedade”, afirma.
Lembrando que o Hemoce não realiza coleta de exame para coronavírus. Pessoas com indicação para realização do teste de Covid-19 são atendidos nas unidades hospitalares e UPAs.

Lacen

O Lacen é referência na identificação e no acompanhamento de doenças de notificação compulsória e de agravos de saúde pública. O laboratório realiza diagnóstico de dengue, febre chikungunya e zika vírus, por exemplo. A unidade possui um laboratório de nível de biossegurança III, destinado ao trabalho com microrganismos que acarretam elevado risco individual e baixo risco para a comunidade. Além disso, há um Centro de Análises Clínicas e 19 laboratórios.
Todas as testagens realizadas no Lacen são feitas sob coordenação da divisão de Biologia Médica, que abrange sete diferentes segmentos: virologia, endemias, triagem neonatal, microbiologia, raiva, coleta e recebimento de amostras.

Fique em casa

O isolamento domiciliar de pacientes sintomáticos é a principal medida de redução da transmissão do vírus, além do isolamento das demais pessoas que residem junto ao paciente. O distanciamento social também vale para todas as pessoas com mais de 60 anos, que deverão evitar comparecimento ao trabalho ou demais ambientes fechados. A recomendação é sair de casa apenas para atividades essenciais (mercado, farmácia, serviços de saúde), que não possam ser realizadas por outra pessoa.
*Governo do Ceará
Postagem Anterior Próxima Postagem