Um áudio compartilhado em grupos de whatsapp, convocando pessoas a saquearem supermercados no município de Brejo Santo, motivou uma investigação policial que culminou com a identificação do autor. 


Em conversa com o titular da Delegacia Regional de Polícia Civil em Brejo Santo, Dr. Robeilton Amorim, ele nos informou que "a lei não permite mais a divulgação do nome do investigado", mas que o mesmo foi conduzido àquela delegacia onde foi lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) pelo crime de incitação ao crime, artigo 286 do código penal, em seguida foi liberado e irá responder judicialmente. A pena prevista para este tipo de crime é de detenção de 3 a 6 meses ou multa.

Em sua defesa, o investigado afirmou ao delegado que "estava passando por um momento de desespero, em virtude da crise". Disse ainda "estar arrependido".

O caso serve de alerta para aqueles que ainda acreditam que internet é terra sem lei e pensam estar longe de serem alcançados pelos braços da lei. Em época de compartilhamento em massa e de muitas fake news é importante as pessoas de bem ficarem atentar e denunciar às autoridades, ações criminosas como essa, tão bem apurada e conduzida pela Delegacia Regional de Polícia Civil de Brejo Santo. 


Farias Júnior
Postagem Anterior Próxima Postagem