Consequências da privatização do Serpro e da Dataprev serão debatidas na Assembleia Legislativa



 
A privatização do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) e suas consequências para o Ceará, serão pauta na audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP), nesta quarta-feira (11).
 
O debate será às 15h30, no Complexo de Comissões Técnicas, atendendo requerimento do deputado Elmano Freitas (PT). O parlamentar lembra que, em agosto último, o Governo Federal anunciou uma lista com 17 empresas públicas federais que serão privatizadas no próximo período. Entre as empresas listadas, estão o Serpro e a Dataprev.
 
Foram convidados para o debate o diretor-presidente do Serpro, Caio Mário Paes de Andrade; a presidente da Dataprev, Christiane Almeida Edington; o presidente da Central Única dos Trabalhadores do Ceará (CUT-CE), Will Pereira; a vice-presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares (Fenadados), Telma Dantas.

Também foram convocados o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados, Serviços de Computação, de Informática e Novas Tecnologias do Estado do Ceará (Sindpd), José Valmir Braz; Daniel Lima Fernandes, representando a Organização Local Serpro Ceará, e Carlos Marcos Augusto, representando a Organização Local Dataprev Ceará.

*(Com informações Agência de Notícias da Assembleia Legislativa)